Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Paralisia do Sono e Sonhos Lúcidos - Relatos

A paralisia do sono é um distúrbio do sono e os sonhos lúcidos são sonhos em que o sonhador está consciente de que está sonhando.

Paralisia do Sono e Sonhos Lúcidos - Relatos

Dot Jones

transferir.jpg

 

Uma noite fui deitar-me e desliguei as luzes. Estava deitada de lado a tentar adormecer. De repente, parecia que alguém se tinha sentado na minha cama. Senti um movimento na cama, como se fosse alguém a instalar-se. Senti aquela presença contra as minhas pernas, a fazer pressão. Passei a mão atrás das pernas, mas não senti nada. No entanto, eu sabia que havia algo ali. Do nada, senti aquela coisa a tocar-me no braço. “Meu Deus, o que é isto?", pensei eu. Logo de seguida aquela presença desapareceu. Lá acabei por adormecer, não voltei a sentir mais nada nessa noite.

 

Celebrity Ghost Stories

Ademir Pereira

transferir.jpg

 

Eu devia ter por volta dos 3 ou 4 anos, morava no sitio, casa de madeira, com aquelas privadas (casinhas) que geralmente ficavam fora da casa. Lembro-me de todas as noites, em levantar e sair (sem abrir as portas) e me dirigir até a casinha, onde sempre tinha um ser que ficava em um canto da parede e conversava comigo. O intessante, que mesmo criança, sabia que não estava fisicamente lá, tampouco dormindo. Eu via a lua clara, muitas vezes tão clara que parecia dia, sentia o cheiro de relva, do mato, as sensações pareciam mais intensas. Eu ia, atravessando a as paredes ate chegar na casinha e ficar conversando com o ser. Não existia medo em mim e o ser, era escuro, nunca conseguia ver seu rosto com clareza, fazia questão de se manter no escuro canto da casinha de madeira. Não era um ser da luz, mas não podia me fazer mal, apenas conversava comigo.

 

Muitos anos se passaram e muitas vezes conversei com esse ser até me mudar, e, depois de anos ser adotado por uma família da cidade e então, sumir por completo esse estado, por alguns anos. Mas lembro-me até hoje, principalmente da claridade da lua e daquele ser, sempre me esperando dentro de uma privada de madeira pra conversar. Hoje penso, será que era um ser das trevas, ou alguma alma perdida, triste, apenas precisando de um amigo?

Teri Polo

transferir.jpg

 

Eu tinha 8 anos. Estava na festa de aniversário de um amigo dos meus pais. Lá vi um homem com uma grande presença que me impressionou muito. Passei o tempo todo olhando para ele. Não foi uma pequena paixão de criança, o que me atraiu nele foi outra coisa qualquer que não sei explicar. A festa terminou, eu e os meus pais fomos para casa e fomos dormir.

 

De noite, acordei e olhei para o lado da minha cama, para a parede. E lá estava o homem daquela noite. Ele estava em pé, no meu quarto. Lembro-me de olhar para ele e depois fechar os olhos. Quando os abri ele continuava no meu quarto. Não tinha dúvidas, estava bem acordada, ele estava bem ali. Eu fiquei olhando para ele e ele olhando para mim. Tenho certeza de que não houve comunicação entre nós. Então, de repente, ele caiu lentamente na cama, diante de mim, em cima das minhas pernas. Senti o peso dele, senti o impacto da queda e o movimento da queda. E então gritei. Minha mãe veio correndo pela escada acima até ao meu quarto. E quando ela entrou no quarto ele tinha desaparecido. Quando a minha mãe perguntou o que tinha acontecido, eu contei tudo para ela mas não acreditou. Disse-me que foi apenas um sonho. Eu estava totalmente convencida de que aquele homem estava aqui, estava no meu quarto e que caiu na minha cama. Mas eu sei que estava acordada.

 

Celebrity Ghost Stories

André Sousa

images (1).jpg

 

Penso que em 2013 tive a paralisia do sono e um sonho lúcido ao mesmo tempo. Acordei completamente paralisado e, ao abrir os olhos, vi um homem com cabelo branco no meu quarto, junto à janela. Fiquei muito assustado porque tinha a certeza de que estava bem acordado. O homem olhou para mim e começou a dar grandes gargalhadas. Depois aconteceu algo bizarro: apareci na porta do quarto e consegui ver-me a mim mesmo na cama imóvel e a gemer! Vi também o homem a rir-se na janela e o mesmo homem, como se fosse uma cópia exata, sentado em cima do meu peito! Eramos agora 4 pessoas no quarto, dois “eus” e dois homens de cabelo branco. O que aconteceu a seguir surpreendeu-me: o homem que estava em cima do meu peito pegou em mim e saiu carregando o meu corpo paralisado pela janela, enquanto o homem da janela continuava a rir-se. Começou a ficar tudo preto e eu deixei de ver o meu quarto. Subitamente acordei e estava na minha cama, com tudo já de volta à normalidade. Foi uma experiência bizarra, aterrorizante e muito real!

João Figueira

images (1).jpg

 

Tive a minha primeira paralisia do sono durante uma sesta de tarde. Foi há quatro anos que aconteceu. Ouvi vozes a troçar de mim enquanto eu estava paralisado. Senti um peso no peito, como se uma dessas vozes tivesse sentado em cima de mim. Abri os olhos e vi uma mulher assustadora. Já a tinha visto antes, era uma conhecida da minha mãe que tinha morrido faz 15 anos. Fiquei realmente assustado, nã compreendia o que essa mulher queria de mim e também continuava a ouvir muitas vozes. Fiz força para me levantar, mas só o consegui fazer passado um minuto deste terror. Na altura não sabia o que era a paralisia do sono, achei que demónios e fantasmas estavam a tentar entrar em contato comigo.

 

Recentemente tive outra paralisia, mas desta vez não vi ninguém. Apenas ouvi um barulho similar a ovos a estrelar, que parecia vir de debaixo da minha cama. Achei estranho, e só quando me tentei levantar para investigar é que dei conta que estava paralisado. Tive muito medo que a mulher voltasse, por isso tentei com todas as minhas forças levantar-me. Não consegui, parecia que o meu corpo estava congelado. O barulho continuava debaixo da minha cama, e comecei a cheirar um odor que parecia mesmo igual a ovos estrelados. Finalmente, com muita luta minha, consegui mover uma mão, depois o braço e depois todo o corpo. Acendi a luz e olhei para debaixo da minha cama. Nada estava lá, fiquei sem entender de onde veio o cheiro de ovos estrelados. Pensei que tinha sido apenas uma alucinação e hoje ainda acredito nisso. Estava tudo na minha mente.